Ajudando a aumentar o número de ciclistas por aí


Ajudando a aumentar o número de ciclistas por aí

A onda de usar a bicicleta como meio de transporte esbarra, para muitas pessoas, na falta de habilidade e conhecimento sobre o trânsito na modalidade “duas rodas sem motor”. Mas um grupo de ciclistas experientes está a postos para ajudar. É o Bike Anjo.

O programa existe desde dezembro de 2010, vem crescendo e ganhando adeptos em todo o Brasil. Hoje, 135 cidades brasileiras participam do Bike Anjo e, no exterior, Chicago (EUA) e Lisboa (Portugal) também contam com os ciclistas voluntários. Apesar de campanhas estimularem o uso da bicicleta, a insegurança de dividir espaço com os carros e demais veículos impede que muitas pessoas se aventurem pelas ruas, principalmente nos horários de pico. Os Bike Anjos ensinam ciclistas iniciantes, e ainda inseguros, a pedalar pela cidade.

O serviço é simples: basta preencher um formulário, solicitar seu Bike Anjo e aguardar o retorno. Em breve, você terá um acompanhante que pode ensinar desde como se manter em cima da bicicleta até a melhor rota da sua casa para o trabalho. Todos os professores seguem as regras do Código de Trânsito Brasileiro para inserir os ciclistas da forma mais correta nas ruas. Em Curitiba, por exemplo, são 14 Bike Anjos que já atenderam mais de 50 pessoas.

Juliano André Felipe tem 26 anos e faz parte do programa desde setembro de 2012. Para ele, é estimulante perceber que sua experiência com a bicicleta pode servir para ajudar outras pessoas. “Acho que não tem gratificação maior do que ver o sorriso no rosto das pessoas quando percebem que não estamos mais segurando a bicicleta enquanto pedalam”, conta.

Segundo Juliano, são vários os motivos que levam os alunos a procurar o Bike Anjo. Alguns buscam evitar o estresse do trânsito e outros têm preocupações ecológicas, como diminuir as emissões de carbono. “Os alunos conversam sobre como a bicicleta pode ajudar o meio ambiente, diminuindo a poluição”, comenta.

Para o atendimento individual é necessário ter no mínimo 18 anos. Já na Escola Bike Anjo (EBA), não há restrição de idade, mas as crianças devem estar acompanhadas dos pais. Em Curitiba, a EBA acontece todo último domingo do mês, na Praça Nossa Senhora da Salete – Centro Cívico.

Para se tornar um Bike Anjo basta procurar mais informações no site www.bikeanjo.com.br, e clicar no link “Quero ser um Bike Anjo!”.

 

Isabelle Kolb

bike anjo5

bike anjo4

 

Créditos:

foto 1: Isabela M. Gesser
foto 2: Doug Oliveira
foto 3: Danilo Herek

 

 





Os comentários estão fechados.